Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ter Menos Ser Mais

Encontre nas coisas simples a liberdade, a felicidade e a intencionalidade da vida

Ter Menos Ser Mais

Encontre nas coisas simples a liberdade, a felicidade e a intencionalidade da vida

Já sabes respirar?

 

happiness-1866081.jpg

Perguntou-me uma colega das aulas de Yoga. "Já sabes respirar?" Fiquei sem resposta. 

"Vim para o Yoga para aprender a respirar, por recomendação médica." 

 

Era uma aluna recente nas aulas de Yoga e por isso esta questão não me faz qualquer sentido. Porque teria de aprender a respirar? Respirar é algo inato não precisamos de o aprender a fazer.

 

É verdade, é inato, não foi preciso ninguém nos ensinar mas conforme vamos crescendo vamos alterando a forma como o fazemos. A culpa, essa, é do grande inimigo deste século, o stress.

 

Quando está sob stress a sua respiração é rápida, curta e usa sobretudo a zona clavicular. Quando está, por exemplo, a dormir a sua respiração é calma e prolongada e usa a zona baixa dos pulmões. 

 

Por isso a respiração é a mais poderosa ferramenta que todos temos para controlar a resposta ao stress. No Yoga faz-se através do Pranayama, a disciplina que contempla um conjunto de exercícios respiratórios. 

 

Ao prolongarmos a nossa respiração reduzimos a tensão arterial, a tensão arterial é controlada pelo sistema nervos simpático e este é o mensageiro da resposta ao stress. Portanto controlo da respiração, controlo do stress.

 

Os macacos nas nossas cabeças

baboons-4371.jpg

Um jovem rapaz vai de templo em templo ao encontro de vários mestres e a todos eles faz este pedido.

- "Vou ser mestre e para isso preciso que me conte os seus segredos."

Depois de alguns mestres se recusarem a ajudar o rapaz apareceu um que se mostrou atencioso e lhe disse:

- "Para seres mestre basta que todos os dias te sentes com a coluna vertebral direita e inspires conscientemente por alguns minutos."

O Jovem ficou bastante satisfeito por ser tão simples!

Mesmo antes do rapaz sair o mestre acrescentou.

- "Mas não penses em macacos."

O Jovem tentou meditar mas...os macacos estavam lá nos seus pensamentos e não o largavam. Simplesmente não conseguir deixar de pensar em macacos, quando foi precisamente o oposto que o mestre lhe tinha pedido. Voltou ao templo e pediu para que o mestre lhe tirasse os macacos de sua cabeça. Ao que o mestre respondeu:

- " Podes ser meu discípulo, vamos começar por aprender a meditar."

 

Ao contrário do que muitas vezes se pensa, meditar não se trata de não pensar em nada. É impossível, estamos sempre a pensar e se tentarmos não pensar em algo, vamos obter o resultado oposto. 

 

Meditar consiste em controlar a mente! A nossa mente está sempre distraída a planear o futuro e a reviver memórias é preciso transporta-la para o momento presente e diminuir o diálogo interior.

 

O conceito é simples, mas praticar é necessário, os benefícios, esses, são quase impossíveis de enumerar.

 

 

"A saúde é riqueza. Paz mental é felicidade. O Yoga mostra o caminho" - Swami Vishnudevananda

yoga2.jpg

 

Pratico Yoga à mais de um ano e meio e simplesmente já não consigo imaginar a minha vida sem o fazer. Há algum tempo que tinha curiosidade de experimentar, mas como a maioria das pessoas, achava que seria "parado" demais. Mas não será antes a nossa vida demasiado agitada e esse desacelerar que o Yoga permite ser aquilo que realmente as nossas mentes anseiam? 

 

Desde o primeiro dia, quando foi conhecer as instalações, me fascinou a serenidade e a calma dos professores de Yoga, têm sempre um tom de voz suave um sorriso pacifico.

 

A primeira aula foi boa, mas havia sempre aquela preocupação em tentar fazer bem, visto que tudo era novidade para mim. Mas os efeitos, esses, senti-os logo.

 

Após algumas semanas de práticas comecei a reconhecer em mim aquela calma que admirava nos professores de Yoga, comecei a saber controlar a minha respiração e consequentemente a minha mente. Melhorou a minha concentração e o meu descanso, senti uma maior energia, um bem estar geral que se alastrou a todas as secções da minha vida. Maior consciência do meu corpo e um maior cuidado, na alimentação, no meu descanso e nos meus limites.

 

 O Yoga ajudou-me a viver no presente, a ser grata e a desejar apenas aquilo que realmente é importante.

 

As posturas essas, muitas vezes aparentemente inalcançavéis, com calma e respeitando sempre o meu corpo, tornaram-se possíveis, sendo contudo o mais importante os benefícios que cada uma das posturas me permitiu obter.   No Yoga nada é em vão, tudo tem um propósito. 

 

Sei que quem estiver disposto a experimentar, vai perceber que não é assim tão "parado", que não é assim tão difícil e que os benéficos são imensos. Vale a pena!!!