Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ter Menos Ser Mais

Encontre nas coisas simples a liberdade, a felicidade e a intencionalidade da vida

Ter Menos Ser Mais

Encontre nas coisas simples a liberdade, a felicidade e a intencionalidade da vida

Estilo Minimalista

07.02.17, Vânia Carranca

Ao pensarmos num estilo de moda minimalista pensamos em peças lisas de corte direito, brancas, pretas, cinza, beje e em azul escuro. Peças sem qualquer padrão e poucos acessórios sendo estes de design muito simples

 

Bem, eu considero que tenho um modo de vestir minimalista contudo não se enquadra totalmente na descrição. Não acho que tenhamos que nos limitar em relação as cores que usamos e ao corte da roupa. O mais importante é que nos fique bem e que vejamos a nossa roupa como um investimento, algo que nos vai servir pelo maior tempo que for possível.

 

pexels-photo-179909.jpeg

 

Para ter um Guarda-Roupa simples teremos de apostar em peças básicas e clássicas, aquele tipo de peças que nunca saem de moda. Claro que a indústria da moda todos os anos reinventa os clássicos mas não vamos por isso comprar todos os anos novas peças básicas. Uma camisa branca é uma camisa branca, o importante é que a peça lhe assente bem. 

 

Quanto a cores, não precisamos andar vestidos apenas de preto e branco. Existem várias cores neutras e sim, devemos apostar nos neutros mas para mim o mais importante é que  essas cores neutras sejam predominantes em peças como calças, casacos e sapatos pois são estas peças que devem ser conjugáveis com um maior número de outras peças. Podemos arriscar em uma maior paleta de cores em blusas, por exemplo. 

 

A qualidade é sem dúvida importante, agora a qualidade deve ser a melhor que o nosso dinheiro poder comprar. Fazermos com que as nossas peças durem o maior tempo possível passa, não só, pela sua qualidade como pela manutenção que lhe damos por isso lavar e passar corretamente são passos fundamentais para prolongar a vida da sua roupa ( Veja dicas de como lavar corretamente as suas roupas ).

 

Padrões ou melhor a ausência deles é fundamental para construir um guarda-roupa minimalista. Peças muito ornamentadas, facilmente se tornam cansativas e desatualizadas, por outro lado são mais difíceis de combinar com outras peças por "roubarem" muito a atenção. Apostar em tecidos lisos é sempre uma aposta acertada. Mas podemos arriscar em peças com detalhes, pequenos apontamentos que façam a diferença sem que destroçam a peça.

 

As tendências podem estar presentes no nosso roupeiro e são bem vindas, desde que venham acrescentar valor. Devem de ser peças versáteis, com a qualidade e durabilidade que pretendemos e que estejam em harmonia com o nosso estilo pessoal.

 

Acessórios são indispensáveis no caso de querermos acrescentar aquele toque pessoal aos nossos looks. Podemos usar colares, anéis, brincos, pulseiras, lenços, cintos, gorros... Mas atenção, para manter uma imagem simples não podemos usar tudo ao mesmo tempo. Queremos que os nossos acessórios sejam apenas um toque, não que sejam o foco da nossa imagem.

 

Podemos concluir que um roupeiro com muitas peças básicas e cores neutras pode-se tornar aborrecido e sem personalidade. Eu penso que, pelo contrário, um vestuário simples sem grande ruído permite que a nossa personalidade possa sobressair para além da nossa roupa!!

 

 

6 comentários

Comentar post