Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ter Menos Ser Mais

Encontre nas coisas simples a liberdade, a felicidade e a intencionalidade da vida

Ter Menos Ser Mais

Encontre nas coisas simples a liberdade, a felicidade e a intencionalidade da vida

Onde andamos a gastar o nosso dinheiro

Diminuir o consumo é uma das prioridades do minimalismo. Inevitavelmente a par da diminuição do consumo vem uma casa com menos acumulação de objetos possibilitando uma melhor organização e consequentemente um reflexo positivo na sua carteira.

 

piggy-bank-1595992_1920.jpg

Para que este principio se mantenha é importante começar por identificar aquilo que esta a comprar e que não precisa.

 

Por serem padrões que estão estabelecidos pode se mostrar uma tarefa difícil. Para identificar, no meu caso, onde estava o problema utilizei, durante um mês, uma aplicação gratuita para smartphone chamada "Gastos diários", que me permite manter um registo dos meus gastos mas também dos meus rendimentos.

 

Atualmente continuo a recorrer a esta aplicação pois também é possível ter acesso a relatórios diários, semanais ou mensais dos ganhos e consumos. Desta forma tenho sempre um registo que me permite ter um maior controlo sobre as despesas e dinheiro disponível.

 

A par deste registo estive, também, mais atenta ao interior da minha casa para verificar aquilo que estava a entrar em maior e desnecessária quantidade. 

 

Após identificadas as compras "pecaminosas" chegou a altura de estabelecer um prazo. Sugiro que não seja muito longo para evitar a desmotivação, um mês será o indicado para iniciar, mas se assim o acharem podem o fazer por 2, 3, 6 meses ou até por um ano.

 

Durante este período não deverão adquirir aqueles itens que já identificaram como sendo uma fonte de gastos dispensável na vossa vida. 

 

2 comentários

Comentar post