Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ter Menos Ser Mais

Encontre nas coisas simples a liberdade, a felicidade e a intencionalidade da vida

Ter Menos Ser Mais

Encontre nas coisas simples a liberdade, a felicidade e a intencionalidade da vida

O amor é simples

 

O dia dos namorados está a chegar e por todo o lado se fala desse dia, mas queria mesmo era falar sobre o AMOR! Um amor raro de se ver em tempos de efemeridade! Sim é desse amor que quero falar. 

heart-1318850.jpg

Uma das primeiras necessidades do ser humano é ser amado. Todos concordamos que sermos amados é fundamental para o nosso equilíbrio e bem-estar!

 

Contudo, hoje as nossas relações assemelham-se  aos nosso hábitos consumistas, somos consumidos por pessoas e consumimos pessoas. Começamos e terminamos relações a uma velocidade cada vez maior.

 

Quantos não são os casais que se formam com base no sofrimento de um terceiro. Quantas pessoas não andam de relação em relação deixando para trás seres traídos, que ao longo do tempo se vão acumulando nos seus passados

 

Parece que os relacionamentos à antiga são pesados, lentos e confusos enquanto que os de hoje em dia, aparentemente, são mais inteligentes, mais fáceis de compreender e de manusear

 

Hoje é mais importante mostrar que se está com o outro do que fazer notar a sua presença a essa pessoa. É mais fácil definir o relacionamento do que manter, efetivamente, uma relação sincera.

 

O mundo esta sempre em movimento e transformação e o AMOR também. É como se uma pessoa movesse a outra, numa evolução contínua e constante. Isto faz com que a nossa vida não se torne estática e sim cheia de emoções, vivências e experiências.

 

Mas estaremos a perder a capacidade de resiliência perante as transformações do amor e da vida? 

 

No fim, o amor é simples! O amor é a fusão de todos os sentimentos. O amor é expressado fisicamente pelo prazer iluminado pelos sentimentos. O amor são a ausência das palavras quando a pele fala com a pele, quando os olhares falam entre si e quando os corações emitem a mesma vibração! 

 

 

4 comentários

Comentar post